Toda pessoa é responsável por ensinar e aprender. A importância de se conectar com as pessoas faz com que possamos nos desenvolver, sermos melhores indivíduos, melhores profissionais, melhores cidadãos, para formar um mundo melhor. A pergunta não é que mundo vamos deixar para as crianças, mas sim, que crianças vamos deixar para o mundo?

Mestre em Educação pelo Teachers College (NY, EUA). Entusiasta e consultora em educação, trabalha com instituições na formação de melhores cidadãos. É professora de pós-graduação do Singularidades de SP. Trabalha em parceria com Stanford University em projetos de FabLearn Lab no Rio de Janeiro. Escreveu o livro “Tenho Monstros na Barriga”, uma ferramenta para ajudar crianças a identificarem suas emoções.